TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quinta, 30 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Campo Grande

Presidente da ACP critica Marun: 'Ele só pensa na família dele e vai acabar sozinho'

Lucílio afirmou que o parlamentar faz defesas solitárias que prejudicam diretamente o trabalhador brasileiro

16 março 2017 - 15h10Por Dany Nascimento

Ao tomar conhecimento de que o deputado federal Carlos Marun (PMDB) afirmou que o protesto realizado na frente de sua casa causou constrangimentos apenas em sua esposa e filho, o presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Lucílio Souza Nobre afirmou ao TopMídiaNews que o parlamentar pensa apenas no 'próprio umbigo e vai se afundar sozinho'.

"Essa reforma da previdência afeta milhares de brasileiros e as pessoas estão tomando consciência disso, tanto que as manifestações estão acontecendo. Essa proposta afeta milhares de trabalhadores, mas o deputado Marun pensa apenas nele, apenas na família dele, não pensa na família dos trabalhadores", diz o presidente.

Lucílio acredita que a postura do deputado deve seguir o mesmo ritmo do tempo em que Marun saia em defesa de Eduardo Cunha, fazendo defesas solitárias, já que fazia parte do grupo de poucos políticos que defendiam o ex-presidente da Câmara Federal, que acabou preso.

"Ele vai acabar sozinho, vai fazer parte dos poucos que defendem essa reforma, da mesma forma como defendia o Eduardo Cunha, que ficou sozinho fazendo a defesa do Cunha. O país inteiro está unido, todos sabem que essa proposta é um retrocesso dos direitos conquistados", diz Lucídio.

Questionado sobre a realização de protestos nesta quinta-feira (16), o presidente destaca que a categoria não pretende circular pelas ruas e os manifestantes continuam acampados na frente da casa de Marun. "Hoje vamos manter as manifestações apenas na frente da casa do deputado".