TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

'Preto e drogado': post racista viraliza em Campo Grande e universitário alega 'armação'

Frase que tem cunho racista foi publicada de forma a ter destaque na rede

21 junho 2020 - 07h00Por Thiago de Souza

Um post com alto teor ofensivo contra negros circula no Facebook de campo-grandenses desde quarta-feira (17). Um universitário, que seria o autor do texto, acusa um outro rapaz de ter espalhado a postagem.

O texto, a princípio feito às 23h53 do dia 16 de junho, faz um questionamento:

''Já nasceu preto e ainda por cima é drogado-maconheiro, não quer sofrer preconceito, como?''. O post foi publicado em uma ferramenta que dá destaque à publicação, que inclusive deixa o usuário livre para escolher qual cor pode realçar mais a informação postada. 

O jovem apontado como o autor é estudante de publicidade e propaganda de uma faculdade em Campo Grande. Ele diz que o rapaz que denunciou o caso é um ex-ficante dele e que resolveu se vingar por não aceitar o fim do relacionamento. Ele deletou o antigo perfil e criou um novo.

No Facebook, o jovem que denunciou o caso escreveu: 

''Racistas não passaram [passarão]. Como pode uma pessoa julgar alguém como drogado só pela cor? Ridículo'', escreveu na manhã seguinte a postagem, uma quarta-feira.  

Post racista foi feito no dia 16 de junho. (Foto: Reprodução Facebook)

Em contato com o TopMídiaNews, esse rapaz disse só conhece o suspeito pelas redes sociais e enfatizou que nunca teve qualquer relacionamento com ele. Destacou que ambos fazem parte de um grupo nas redes e que achou a postagem ofensiva, printou e publicou. 

''Eu expus ele, mas ficou por isso mesmo'', lamentou o denunciante. 

A partir da publicação no Facebook, usuários da rede passaram a criticar o suspeito pelo post, o chamando de racista. Um deles sugeriu levar o caso até a imprensa, para expor o caso de preconceito. 

O suspeito da postagem racista alegou que precisou trocar o Facebook  diante de ameaças que recebeu. Uma dessas ameaças dizia: 

''Lindo pra sua cara né. Como pode ser um gay racista? Não vou deixar ninguém esquecer seu rosto. Falta de respeito''. 

Questionado pelo TopMídiaNews, sobre o motivo de não ter denunciado a invasão de seu perfil - o que configura crime - o suposto autor da postagem não deu uma justificativa razoável. 

* matéria alterada às 22h05 do dia 23 de junho, para correção de informações. 

o universitário em questão acusa o outro rapaz apenas de espalhar a postagem e não de tê-la feito.