Menu
segunda, 17 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Cidade Morena

Imagens fortes: menor acusado de furto é torturado, com direito a alicate no dedo nas Moreninhas

Um agressor se disse dono de uma conveniência furtada

21 abril 2021 - 13h30Por Thiago de Souza e Nathalia Pelzl

O TopMídiaNews teve acesso a seis vídeos, que mostram verdadeira sessão de tortura, contra um adolescente de 14 anos, suspeito de furtos nas Moreninhas, em Campo Grande. Ele tem um dedo puxado com um alicate e leva diversas pauladas pelo corpo. 

O caso, segundo apurado pelo site, ocorreu no dia 9 de abril, na rua Palmácea, na Moreninha II. O local da tortura seria perto da conveniência furtada. Ao menos três homens aparecem na gravação, sendo que um se identifica como dono de da conveniência, alvo do menor de idade. 

Os homens exigem que o menor devolva os itens furtados e que aponte se ele age a mando de um terceiro. Os furtos teriam ocorrido em uma loja de roupas, salão de beleza e conveniência. 

As cenas são fortes e mostram o garoto dominado, sendo que em uma das situações, um agressor pisa no braço dele e aperta o dedo com um alicate. Em outros momentos, ele leva uma surra de caibro de madeira. 

Sem conseguir reagir, e em alguns momentos com um pé sobre o pescoço, o menor confessa os crimes e se propõe a pagar pelo prejuízo. Ele também chega a apontar um endereço que seria de um comparsa.

’’Foi você... eu te peguei no pulo. É você que está de madrugada roubando tudo aqui. Você roubou minha conveniência... roubou a conveniência errada’’, dizem as vozes que aparecem na gravação. 

Toda a ação foi filmada com, ao menos, dois telefones celulares. A todo momento, os criminosos exigem que o adolescente não olhe para o rosto dele. No que é considerado o primeiro vídeo da gravação, o menor já aparece com um corte no supercílio. 

Crime

Um morador ouvido pelo TopMídiaNews e que não quis se identificar, lamentou a situação. Ele chamou o caso de crueldade e disse que era dever dos agressores entregar o menor à polícia. 

Ainda segundo o morador, a conveniência furtada é um local de consumo e venda de drogas e de algazarra. 

‘’Ali é um antro de vagabundos. Já deveria ter sido tomadas providências’’, destacou. 
 

Quem tiver mais informações sobre o caso, pode enviar para o telefone (67) 9 9826-0686.