TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
terça, 20 de abril de 2021
COVID CONFLITO
Cidade Morena

Saudade de Gabrielly permanece, mas mãe volta a sorrir com chegada do 1º menino

Segundo Beatriz, esse presente foi enviado pela filha, morta no final de 2018

08 março 2021 - 07h00Por Dany Nascimento

Beatriz Ximenes, 41 anos, recebeu um presente de Deus e aguarda a chegada do primeiro filho homem, que terá o nome de Gabriel Henrique. Ela é mãe da pequena Gabrielly Ximenes, que morreu após apanhar na escola Lino Vilachá, no bairro Nova Lima, em Campo Grande. 

A mãe passou dois anos em total desespero, pela falta da filha. 

“A dor que eu senti, eu não desejo para ninguém. Sofro ainda muito de saudades da minha filha, mas consigo ver agora que eu precisava me levantar e voltar a viver. Minha filha com certeza que mandou esse presente para amenizar a dor que sentimos”, disse Beatriz.

Ela conta que a família vai mudar de bairro e recomeçar uma nova vida. “Aqui tudo me lembra ela, eu tenho também que conviver com as agressoras pelas ruas. Quero mudar de vida, vou ter o Gabriel Henrique, claro que nenhum filho substitui o outro. Esse é meu presente, meu esposo está todo feliz com a chegada do primeiro menino. Sou mãe de três meninas e agora de um menininho”. 

Grávida de quatro meses, Beatriz afirma que vai voltar a trabalhar. “Volto a trabalhar semana que vem, estamos muito felizes com essa nova etapa de nossas vidas. A ferida não cicatriza nunca”. 

Ela destaca que o caso da pequena Gabrielly, ficará nas mãos de Deus. “A justiça dos homens não será feita, mas a justiça de Deus, eu tenho certeza que ela chegará.

Enquanto isso eu vou tocando a minha vida, sempre com minha filha no coração”.

Clique aqui e relembre o caso