Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Cidade Morena

Passe Livre Intermunicipal: acompanhante também não paga passagem pra viajar?

Confira regras para benefício:

16 março 2019 - 18h10Por Rodson Willyams

Uma leitora entrou em contato com o TopMídiaNews para questionar quanto a gratuidade referente ao passe livre intermunicipal. A leitora afirmou que tem uma filha de colo especial e questionou se poderia usar a passagem da filha para se deslocar, uma vez que a criança não viajaria sozinha.

O Portal entrou em contato com o superintendente do Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor  de MS), Marcelo Salomão, que informou que neste caso o benefício concedido à filha é intransferível. "Não dá o direito do acompanhante utilizar a passagem. Neste caso, o acompanhante paga apenas 50% do valor".

Ele afirmou que as empresas do transporte intermunicipal não podem se negar a conceder o benefício. "Nós tivemos neste ano 78 ocorrências de empresas que se negaram a conceder a gratuidade. O consumidor que passar por isso pode procurar imediatamente o Procon ou ligar no 151", finaliza.

Veja se você pode ter a carteirinha intermunicipal

Quem tem direito? Idosos e pessoas com deficiência têm garantido por lei o direito de viajar gratuitamente, ou com desconto, no transporte intermunicipal. Muitas pessoas que têm direito a esse benefício desconhecem os procedimentos para a obtenção do Passe Livre Intermunicipal.

Critérios

Tem direito à gratuidade, de acordo com a lei estadual, pessoas com deficiência e idosos a partir de 60 anos, que tenham renda familiar até dois salários mínimos, com a disposição de dois assentos reservados (se ocupados, é concedido o desconto de 50% no valor das passagens).

Atualmente, 5.193 pessoas com deficiência e 93.412 idosos são beneficiados, totalizando 98.605 pessoas em todos os municípios do Estado.

Aonde ir?

Para requerer o benefício é necessário procurar um Centro de Referência da Assistência Social (Cras) levando RG, CPF, comprovantes de renda e residência no caso do idoso; para a pessoa deficiente além dos documentos citados acima é requerido os documentos dos responsáveis em caso de ser menor de idade, exame de audiometria quando o requerente for deficiente auditivo e atestado de avaliação médica da equipe multiprofissional do Sistema Único de Saúde (SUS) fornecido pelo setor.

A Carteira de Beneficiário tem validade de quatro anos, a partir da data da emissão. Essa informação é impressa no documento. A renovação vai acontecendo gradativamente, sempre no mês anterior ao vencimento do documento.

Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (Agepan) é a responsável pela regulação e monitoramento das passagens concedidas aos beneficiários do Passe Livre, por meio de um sistema informatizado, alimentado pelas empresas de transporte, o Sistema Gestor de Concessão de Benefício (SGCB).

Assentos

Para pessoas idosas estão reservados dois assentos em ônibus e um assento em micro-ônibus com 100% de desconto. Para pessoas com deficiência estão reservados dois assentos em ônibus e um assento em micro-ônibus com 100% de desconto. Para os idosos, quando as duas gratuidades de 100% já estiverem sendo utilizadas em determinada viagem, os portadores da carteira de gratuidade podem obter o desconto de 50% (cinquenta por cento) sobre o valor da passagem, limitado a duas passagens por ônibus, ou um assento em micro-ônibus.

Confira a relação com os endereços dos Cras em MS.

Leia Também

Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Geral
Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Geral
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Geral
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca
Polícia
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca