Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Cidade Morena

Prefeitura e Defensoria fazem acordo para evitar lockdown em Campo Grande

Marquinhos terá de tomar medidas mais enérgicas para conter avanço da doença

10 agosto 2020 - 22h18Por Thiago de Souza

A Prefeitura e a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul fecharam um acordo para que o lockdown não seja implantado em Campo Grande. A negociação obriga o executivo municipal a adotar regras mais rígidas para combater a pandemia em troca da medida mais extrema. 

O resultado do acordo e o detalhamento do que a prefeitura terá de fazer para intensificar o combate ao avanço da covid na cidade serão detalhados em reunião nesta terça-feira. 

A prefeitura garante que teve bons resultados com as blitze para evitar acidentes de trânsito e violência doméstica, situações que geram ocupação de leitos de UTI em hospitais públicos. Essas medidas podem ser retomadas. 

O acordo entre as partes ainda não foi colocado no processo que cuida do pedido da Defensoria Pública, na Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande. 

Justiça

A DPMS foi quem entrou com uma ação pública pedindo o lockdown, alegando risco de colapso na Saúde municipal. Já a prefeitura argumentou que a medida extrema é desnecessária, já que a cidade ainda possui quantidade razoável de leitos de UTI e atua na conscientização e fiscalização da população para aderir ao isolamento social. 

Leia Também

Brasileiro morre em atentado em Ponta Porã
Polícia
Brasileiro morre em atentado em Ponta Porã
Mulher é esfaqueada na frente do filho e polícia procura agressor
Polícia
Mulher é esfaqueada na frente do filho e polícia procura agressor
Idosa morre em acidente entre van e carro na BR-158
Interior
Idosa morre em acidente entre van e carro na BR-158
Parque do Lageado: mulher é morta com 19 facadas e suspeita é ex-marido
Polícia
Parque do Lageado: mulher é morta com 19 facadas e suspeita é ex-marido