Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Cidade Morena

Sem dinheiro, família de paciente com epilepsia grave apela por remédio que custa R$ 600/mês

Apelo é da família da paciente que antes recebia o medicamento pela Sesau

05 fevereiro 2019 - 09h30Por Thiago de Souza

Familiares da uma paciente vítima de epilepsia grave, em Campo Grande, fazem apelo para conseguir medicamento chamado Depakote 500 mg, necessário para evitar crises. O remédio era conseguido por meio da Secretaria Municipal de Saúde, mas desde julho não é fornecido.

Conforme o apelo, o irmão da vítima diz que desde julho de 2018 não recebe o Depakote, fornecido pela Sesau, por meio de ação judicial. Ele conta que para manter a obrigatoriedade do fornecimento é preciso entrar com novo processo na Justiça, o que já foi feito, mas sem previsão de decisão.

O parente conta que pediu o remédio à Sesau, mas teria sido informado que não havia. Ele explica que a irmã é totalmente dependente da mãe dele e sofre de problema mental. Destaca também o fato dela ter crises constantes e com a falta do remédio a situação piora.  

O Depakote custa 100 reais e vem em um frasco com 30 comprimidos. A paciente ingere seis por dia, por isso o custo chega a R$ 600 mensais.

Para ajudar a família, ligue no telefone (67) 9 9268-5347.

Leia Também

Primeiro homem curado de HIV morre de câncer na Califórnia
In Memoriam
Primeiro homem curado de HIV morre de câncer na Califórnia
Mato Grosso do Sul chega perto dos 70 mil casos da covid, mas diminui taxa de contágio
CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul chega perto dos 70 mil casos da covid, mas diminui taxa de contágio
Ação da ABMCJ lança Observatório das candidaturas de mulheres
Cidade Morena
Ação da ABMCJ lança Observatório das candidaturas de mulheres
Sindicato grita por socorro e diz que donos de transporte escolar estão 'no fundo do poço'
Cidade Morena
Sindicato grita por socorro e diz que donos de transporte escolar estão 'no fundo do poço'