Menu
terça, 02 de março de 2021
Cidade Morena

Sem dinheiro, família de paciente com epilepsia grave apela por remédio que custa R$ 600/mês

Apelo é da família da paciente que antes recebia o medicamento pela Sesau

05 fevereiro 2019 - 09h30Por Thiago de Souza

Familiares da uma paciente vítima de epilepsia grave, em Campo Grande, fazem apelo para conseguir medicamento chamado Depakote 500 mg, necessário para evitar crises. O remédio era conseguido por meio da Secretaria Municipal de Saúde, mas desde julho não é fornecido.

Conforme o apelo, o irmão da vítima diz que desde julho de 2018 não recebe o Depakote, fornecido pela Sesau, por meio de ação judicial. Ele conta que para manter a obrigatoriedade do fornecimento é preciso entrar com novo processo na Justiça, o que já foi feito, mas sem previsão de decisão.

O parente conta que pediu o remédio à Sesau, mas teria sido informado que não havia. Ele explica que a irmã é totalmente dependente da mãe dele e sofre de problema mental. Destaca também o fato dela ter crises constantes e com a falta do remédio a situação piora.  

O Depakote custa 100 reais e vem em um frasco com 30 comprimidos. A paciente ingere seis por dia, por isso o custo chega a R$ 600 mensais.

Para ajudar a família, ligue no telefone (67) 9 9268-5347.