Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Cidades

Alexandre de Moraes vai avaliar se Governo pode mesmo reduzir salário de professores

A ação é movida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação

30 julho 2019 - 09h49Por Diana Christie

O ministro Alexandre de Moraes foi escolhido relator da Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que questiona a redução de 32% no salário dos professores convocados pelo governo de Mato Grosso do Sul.

A ação é movida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. No último despacho, de sexta-feira (26), o ministro pede a regularização de documentos para dar sequência à análise do caso.

"Verifico irregularidade na representação processual da Autora em razão da ausência, na procuração (doc. 2), de poderes especiais para o ajuizamento da presente Ação Direta, com a discriminação expressa do diploma legal impugnado, como exige a jurisprudência do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL", diz.

A redução

A redução foi aprovada pelos deputados estaduais e sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) depois de muitos protestos e confusão. O texto mudou o cálculo do salário dos convocados, que passou a ter tabela própria com valores até 32% menores que dos concursados.

Em contrapartida, o governo mudou os contratos de seis meses para um ano e passou a pagar o período de férias dos convocados, que ficavam desamparados durante as férias escolares. Também criou um processo seletivo para contratação de profissionais sem concurso público.

Segundo o PLC, será criado um “Banco Reserva de Profissionais para a Função Docente Temporária, que será utilizado sempre que o Estado necessitar de um profissional temporário, observada a ordem de classificação do habilitado no referido Banco”. Sntes, ao invés de processo seletivo, era realizada análise curricular.

Leia Também

Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Cidades
Ao contrário do esperado, fronteira teve apenas alguns pontos reabertos
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Geral
Ministério da Agricultura vai investigar 'sementes misteriosas' vindas da China
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Política
Corrupção: vice toma posse após prefeito ser cassado pela Câmara de Bandeirantes
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais
Geral
Com cachorro no colo, Bolsonaro sanciona pena maior para maus-tratos a animais