TCE 27/10 a 29/10
Menu
quinta, 28 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Cidades

Lotou! Com avanço da covid, leitos de UTI registram ocupação máxima em MS

A mudança repentina é reflexo do aumento de casos e do novo avanço da doença no estado

24 maio 2021 - 18h28Por Vinicius Costa

Depois de flertar com a superlotação na última semana, os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratamento da covid-19 apresentaram lotação máxima nesta segunda-feira (24). A mudança repentina é reflexo do aumento de casos e do novo avanço da doença em Mato Grosso do Sul.

Nas últimas 24 horas, mais 1.175 casos novos de coronavírus foram registrados em Mato Grosso do Sul.

Durante a tarde desta segunda, o portal Mais Saúde, organizado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) registrou 100,23% na taxa de ocupação dos leitos, deixando novamente os hospitais a um ponto do colapso do sistema de saúde. Contudo, o índice decaiu e ficou estabelecido em 99,65%.

Leitos de UTI, em geral, também apresentam um grau de preocupação das autoridades de saúde. Até o momento, 92,10% dos espaços estão sendo ocupados.

Pelas macrorregiões, Campo Grande teve um leve acréscimo e registra ocupação de 100,87% nos leitos de UTI, enquanto Dourados está com 98,56%, Três Lagoas com 95,65% e Corumbá segue mantendo sua taxa em 100%, não podendo atender mais pacientes nos leitos disponibilizados.

Leia Também

"Como vou aguentar essa dor no meu peito", diz mãe de jovem morto em MG
Interior
"Como vou aguentar essa dor no meu peito", diz mãe de jovem morto em MG
Picarelli é condenado por acumular mandato de deputado com diretor de TV em Campo Grande
Campo Grande
Picarelli é condenado por acumular mandato de deputado com diretor de TV em Campo Grande
Colégio Militar aceita filha de Bolsonaro; apenas 10 alunos ingressaram por concurso em MS
Campo Grande
Colégio Militar aceita filha de Bolsonaro; apenas 10 alunos ingressaram por concurso em MS
Feriadão empolga e aeroporto da Capital pode receber mais de 20 mil passageiros
Campo Grande
Feriadão empolga e aeroporto da Capital pode receber mais de 20 mil passageiros