Menu
terça, 15 de junho de 2021
Cidades

Sindicato realiza manifesto pela inclusão de jornalistas em vacinação da covid-19

Também nas redes sociais, uma movimentação deve marcar o pedido com hashtags; manifesto acontece em frente a sede da Secretaria de Saúde

08 junho 2021 - 18h10Por Vinicius Costa

O Sindicato de Jornalistas de Mato Grosso do Sul decidiu por marcar um manifesto para esta quarta-feira (9) na frente da sede da SES (Secretaria de Estado de Saúde), onde deve pedir a inclusão da categoria no plano de vacinação contra a covid-19.

Contudo, o movimento tende a ser nacional com o apoio da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) e demais sindicatos filiados que devem pressionar pela priorização na vacina na categoria que está nas ruas e correndo o risco de ser infectados pelo vírus que já causou mortes de vários profissionais.

Nas redes sociais, o SindJor esclareceu que "o titular da pasta, Geraldo Resende já aceitou receber uma comissão para discutir a inclusão da categoria entre os grupos prioritários".

O manifesto está marcado para acontecer às 7h30. Também nas redes sociais, uma movimentação deve marcar o pedido com hashtags descrevendo #VacinaAImprensa, #VacinaParaJornalistas e #VacinaJá.

Ainda em abril, Resende anunciou que pretendia incluir os profissionais de imprensa em uma próxima fase da imunização, mas por enquanto as vacinas foram destinadas para os grupos prioritários e a resolução que indicaria esse movimento não foi publicado pela SES.

De acordo com Resende, o plano deve incluir pelo menos 1,2 mil profissionais e que deverão ser adotados critérios na vacinação e classificou como justa, a inclusão dos jornalistas que trabalham cobrindo os hospitais, estão na "linha de frente" e combatem as fake news. A inserção foi comparada com a dos profissionais de segurança pública.