Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Geral

Azar ou raça? MS tem duas crianças atacadas por Pitbull em 24h; uma morreu

Especialista aponta algumas circunstâncias que podem levar a um reação extrema por parte dos cães

08 fevereiro 2019 - 13h00Por Luis Abraham

Os ataques de cães da raça pitbull tem se tornado cada vez mais frequentes em Mato Grosso do Sul. Só ontem (7), foram registrados dois casos em menos de 24 horas, em um deles, uma criança de 8 meses morreu.

Até momento não há detalhes que possam elucidar o que teria levado a uma reação tão extrema por parte dos cachorros. Segundo o especialista do Grupo de Cães Especiais (GCE/BOPE), Alexandre Duarte de Barros, 38 anos, alguns indícios podem explicar os ataques.

Em menos de 24h, duas vítimas de pitbull (Foto: Wesley Ortiz /Arquivo pessoal)

O policial militar afirma que algumas circunstâncias podem contribuir para que isso aconteça, como o cão estar dormindo, tocar em um machucado ou um simples movimento brusco pode causar um acidente que resulta em tragédia.

Entre outros cuidados na criação de animais com temperamento forte, Alexandre afirma que é necessário observar a filiação e o pedigree. Não sendo possível, o especialista adverte para que não se faça a aquisição do cão ou se busque outra raça.