TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Interior

Assassino de Grazielly dá tiro na própria cabeça, mas é socorrido vivo e preso

Feminicídio aconteceu na madrugada de hoje, em Corumbá, quando acusado desferiu seis facadas na mulher

22 junho 2022 - 17h55Por Vinicius Costa

Edmilson Veríssimo dos Reis, de 34 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (22) na parte alta de Corumbá, a 426 quilômetros de Campo Grande, horas após assassinar a facadas sua ex-esposa Grazielly Karine Soares Alves de Lima, de 28 anos.

O feminicídio aconteceu na madrugada desta quarta, quando o ex-marido desferiu pelo menos seis facadas contra a mulher, nas quais atingiram os braços, tronco, cabeça e perna.

O assassino tentou tirar sua própria vida ao atirar na cabeça, mas foi socorrido com vida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

De acordo com as informações do Diário Corumbaense, o acusado atirou contra sua cabeça em uma residência, na tentativa de tirar a própria vida e evitar responder pelo crime. Contudo, o atendimento médico conseguiu levá-lo para a Santa Casa da cidade.

Por conta do ferimento, ele foi internado diretamente no CTI (Centro de Terapia Intensivo).

Ainda conforme o site, a delegada Tatiana Zyngier e Silva, titular da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), afirmou que pelo menos três pessoas estavam na casa onde Edmilson estava escondido.

As pessoas eram do sexo masculino e foram detidos por favorecimento pessoal, levados para 1° Delegacia de Polícia Civil.

Feminicídio e condenação de Xitu

Grazielly foi assassinada na Rua Edu Rocha, no bairro Popular Nova. Conforme o registro policial, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, mas a vítima não apresentava sinais vitais.

Um amigo da família disse que recebeu uma ligação do marido da vítima, dizendo que acabou com a vida da mulher.

Edmilson Verissímo já havia sido condenado por tentar matar a ex-esposa, que seria filha de uma escrivã da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. O caso aconteceu em 2012. Ele tentou matar a vítima, utilizando uma faca e foi preso.