Menu
quinta, 05 de agosto de 2021
Interior

Vereador denuncia manobra da prefeitura para 'engordar' ganhos de secretários em Coxim

Ele citou quatro decretos que supostamente ferem legislação municipal

21 junho 2021 - 21h49Por Thiago de Souza

O vereador Abilio Vaneli, de Coxim, sugeriu, durante sessão desta segunda-feira (21), que a prefeitura da cidade tem feito manobras para engordar os ganhos de secretários e aliados do prefeito Edilson Magro. 

Conforme o site IntegraçãoMS, as manobras foram feitas por edição de quadro decretos em um mesmo dia, em junho. O objetivo seria beneficiar o secretário Sérgio Alexandre da Silva, o ‘’Serginho Bombeiro’’, que ocupa a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável. 

Ainda segundo o parlamentar e o site local, o decreto 542, de 9 de junho deste ano, exonera o secretário retroativo a 1º de maio. O decreto 543, da mesma data, nomeia Sergio Alexandre da Silva, para exercer o cargo comissionado de Chefe de Assessoria (DGAS-2) – Relações Institucionais.

Na mesma fala, Abilio diz que houve também a edição do decreto 544, da mesma data, que concede ao Servidor Sergio Alexandre da Silva Adicional de Dedicação Plena no percentual de 80% dos vencimentos de remuneração do cargo. 

Por fim, cita o decreto 545 – para designar Sergio Alexandre da Silva, cargo Comissionado de Chefe de Assessoria – DGAS-2 – Relações Institucionais, para responder pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável.

O argumento do vereador é que vários secretários e cargos comissionados estão recebendo adicional de dedicação plena, o que fere a Lei Complementar nº 173 de 2020, o que também já foi objeto de cobrança do vereador.

O site trouxe a versão do secretário Serginho Bombeiro. Ele esclareceu que esclareceu que  ‘’tudo de acordo com a Lei, não tem nada ilegal, se tivesse pode ter certeza que não faríamos”.