Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Polícia

Ex-PM que furtou cadáver da 'amada' de cemitério é solto pela Justiça

Ele estava preso desde o dia 17 de fevereiro

22 fevereiro 2019 - 18h06Por Thiago de Souza

O ex policial militar que furtou o corpo da ex-namorada de um cemitério em Dois Irmãos do Buriti, José Gomes Rodrigues, 57 anos, será solto por ordem da justiça. Conforme a decisão, o suspeito tem bons antecedentes e residência fixa.

Sobre a soltura do suspeito, o juiz Waldir Peixoto Barbosa da 5ª Vara Criminal, destacou que ''a prisão preventiva é medida excepcional que deve ser utilizada somente quando as outras medidas cautelares demonstrarem inadequadas''.

José estava preso desde o dia 17 de fevereiro, quando foi flagrado dirigindo bêbando em Campo Grande. Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva em audiência de custódia.

Ainda conforme o magistrado, não há dados concretos que Rodrigues possa fugir ou atrapalhar a investigação. Peixoto aplicou medidas cautelares em substituição à prisão, como não sair da comarca sem autorização, se apresentar à justiça mensalmente e comparecer a todos os atos do processo criminal.

O crime

José Gomes Rodrigues é suspeito de furtar o cadáver da ex-namorada, Rosilei Potronieli, de 37 anos. Ela foi esfaqueada no dia 9 deste mês, próximo ao um bar, em Terenos, por um outro homem que nada tem a ver com o caso. A vítima foi socorrida, mas morreu no dia 10 em Campo Grande.

No dia 11, Roseli foi enterrada em Dois Irmãos do Buriti. Mas, no mesmo dia, José a desenterrou do cemitério e enterrou na frente da casa dele. Para o serviço contou com a ajuda de um amigo.

Rodrigues foi diagnosticado com esquizofrenia. A Polícia Civil de Dois Irmãos chegou até ele, que confessou o crime e disse que era obcecado pela ex.