Menu
domingo, 25 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Polícia

Homem confunde travestis com mulheres e é obrigado a pagar programa de R$ 2,9 mil no crédito

Ele diz que recusou o serviço ao saber 'a verdade' sobre as profissionais

24 fevereiro 2019 - 17h36Por Thiago de Souza

Homem não identificado disse que foi obrigado por travestis a pagar R$ 2.950 por um programa sexual, que ele não fez, na madrugada deste domingo (24), em Dourados. Ele teria recusado o serviço ao saber que as profissionais não eram mulheres, mas as ''meninas'' teriam invadido o carro e cobrado o valor no cartão de crédito.

Conforme o boletim de ocorrência, era uma hora da madrugada quando a vítima saiu para comprar um lanche. Ele disse que viu um grupo na esquina da rua Onofre Pereira de Matos, com a João Cândido Câmara e decidiu abordar.

O homem conta que apenas perguntou o preço do programa às ''mulheres''. Nesse momento, uma das travestis entrou no carro, pegou a chave e, segundo o Dourados News, teria dito: ''agora vai ter que pagar''.

Conforme o relato da vítima, outra travesti também entrou no carro e falou: ''você vai ter que pagar de um jeito ou de outro''. Que este segundo invasor mostrou uma máquina de cartão e ordenou: ''passa o cartão e digita a senha''. A travesti que ficou no banco traseiro era que passava o cartão várias vezes, mas segundo ele dizia que não dava certo.

O registro policial da conta ainda que ao passar o cartão pela última vez, as suspeitas desceram do carro. Ao conferir o aplicativo do banco, o homem constatou que foram feitos saques de R$ 50, R$ 1 mil, R$ 800 e R$ 900. Ele acrescenta que outro cartão foi usado pelas suspeitas, mas que não pode consultar já que está bloqueado.