TJMS
(67) 99826-0686

Moradores reconhecem estuprador de irmãs adolescentes e fazem alerta no Parque dos Sabiás

Crime contra menores de 13 e 16 anos ocorreu dia 5 deste mês, no Jardim Colorado

12 SET 2019
Thiago de Souza
17h00min
Foto: Divulgação Polícia Civil

Leitores do TopMídiaNews acreditam ter visto José Maria Rodrigues Pereira, 41 anos, conhecido como ''Faustão'', transitando pelas ruas do Parque dos Sabiás, em Campo Grande. Ele é suspeito de estuprar duas irmãs adolescentes, de 13 e 16 anos, no dia 5 de setembro, no Jardim Colorado.

Conforme um morador do bairro, que preferiu não se identificar, o suspeito passou por ele na rua Luiz Otávio Neves Menoni, no Parque dos Sabiás, região sul da cidade.

''Passei por ele por volta das 9h40. Na hora não me dei conta que era ele'', garante o homem. Momentos depois, diz o profissional, ele viu colegas que moram no Parque do Lageado comentando  que o criminoso também passou por ali.

O morador diz que o criminoso usava short e camiseta com tom escuro e que algo lhe chamou a atenção.  

''Estava agitado, andando rápido. Não estava em estado normal não'', acrescentou o leitor. Ele conta também que já sabia do estupro das duas irmãs no Jardim Colorado e que avisou amigos e a família sobre a provável presença do criminoso na região.

Ainda de acordo com o relato, as colegas dele, que também teriam visto Faustão, chamaram a polícia. Uma delas teria, inclusive, ido junto na viatura para tentar localizar o suspeito.

''Mas acho que não pegaram ainda...'', lamenta o morador.

O crime

No dia 5 de setembro, Faustão esperou a moradora de uma casa sair para trabalhar e entrou escondido na residência. Ele surpreendeu duas irmãs, de 13 e 16 anos, e as ameaçou com faca.

O criminoso, diz a Polícia Civil, amarrou e agrediu as vítimas e na sequência promoveu atos libidinosos com a mais nova e estuprou a mais velha. Ele ainda bateu em um bebê de um ano que estava na casa porque a criança chorou.

Faustão é suspeito de cometer outros crimes, diz a delegada Anne Karine Trevisan, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Campo Grande. Ele usa de extrema violência em seus ataques.

Na ocasião do crime, Fausto, que, até então cumpria pena no presídio da Gameleira, foi identificado graças às impressões digitais deixadas nos talheres e copos da casa. Para saber dos detalhes desta matéria, clique aqui

O telefone para quem tiver informações sobre o suspeito é: 67 3323-2500.

Veja também