TCE Julho  17 a 19/07 e 22 a 25/07
(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Violência diminuiu? Anão recém-saído da cadeia é preso com granada, armas e drogas

Polícia diz que criminoso é de alta periculosidade

24 ABR 2019
Thiago de Souza
19h39min
Foto: Reprodução Jornal Notícias do Estado

Carlos Gomes da Silva, 48 anos, conhecido como ''Carlão Anão'', foi preso pela Polícia Militar  em Aquidauana, de posse de um arsenal, que continha uma granada do Exército Brasileiro. O criminoso, de alta periculosidade, também estava com drogas e tinha saído do presídio há dois meses.

Conforme o Jornal Notícias do Estado, a Força Tática da Polícia Militar cumpriu  mandado de busca na casa de Anão, no Bairro São Francisco. Houve necessidade de apoio de outras equipes, já que o ''pequeno'' já cometeu assassinato e tem uma grande extensa ficha criminal.

No local, foi encontrada uma arma tipo garrucha calibre 22, que estava em uma mesa na varanda e uma espingarda também calibre 22, encontrada no interior de um quarto, além das munições. As equipes encontraram pasta base e cocaína em sacos plásticos e dentro de uma bola de borracha. No local também foi localizada uma quantia aproximada de R$ 1.277 reais em cédulas, moedas e seis folhas de cheque no valor de R$ 2.679,43.

Granada estava na casa de Carlos Anão. (Foto: Reprodução JNE)

Ainda durante as buscas no interior da residência foi encontrado em um dos quartos, escondido em uma cômoda de roupas, um artefato explosivo de propriedade do Exército Brasileiro. O JNE apurou que se trata de uma granada de bocal de uso restrito, de exercício. Carlão Anão alegou que comprou o explosivo há 15 anos, mas a informação será investigada pela Polícia.

Assim que o explosivo foi encontrado, o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de MS foi acionado e fez procedimento para desativar o artefato.

Outros objetos também estavam escondidos na casa do anão, como diversas ferramentas, botijões de gás, cartões de bancos, joias, celulares, tudo, segundo a polícia, suspeito de ser fruto do tráfico de drogas.

Anão deixou o presídio semiaberto em 15 de fevereiro, onde estava encarcerado por homicídio. Ele foi levado para a Polícia Civil de Aquidauana e deve voltar para o regime fechado.

 

Veja também