Corumbá pra valer 05 a 04/05/2021
Menu
quarta, 05 de maio de 2021
mais social 05 a09/05/2021
Política

Arregou: valentão xinga prefeito no Facebook e pede perdão na frente de delegada

Ele é militante do PSL e se diz empresário, mesmo pedindo auxilio emergencial

02 julho 2020 - 17h00Por Vinícius Squinelo

Rafael Fonseca Baís resolveu ofender o prefeito de Campo Grande nas redes sociais, com direito a montagem ligando Marquinhos Trad à genocida, mas, na Delegacia de Polícia, deu aquela arregada e pediu desculpas. Morador da Chácara Cachoeira e filiado ao PSL, o empresário sentiu na pele a diferença entre vida online e vida real.

Baís esteve cara a cara com a delegada Deborah Mazzola Nunes Pereira, ontem (1°), na 3ª Delegacia de Polícia de Campo Grande. Lá, a coragem online aparentemente esvaziou-se imediatamente. É mais um que mostra uma cara diferente, e bem mais covarde, fora da tela de um computador ou smartphone.

Se dizendo empresário – mesmo pedindo auxílio emergencial do governo Jair Bolsonaro – Baís confirmou que publicou montagem de Marquinhos Trad com bigode de Adolf Hitler, o maior genocida da história mundial moderna. Garantiu que ‘apenas compartilhou’ a imagem, e não a criou.

Mesmo com a alusão ao ditador alemão, afirmou que não queria relacionar o prefeito ao nazismo ou a qualquer ditadura. Queria, novamente, ‘apenas’ ‘tecer comentários’ sobre a administração municipal.

O declarante está arrependido da sua postagem e dos comentários que fez no Facebook em desfavor do prefeito desta capital, Marcos Trad, e deseja se retratar de sua atitude - trecho do depoimento à Polícia

No mesmo depoimento, registrado oficialmente, já arregou: afirmou que não queria atacar a honra do prefeito e já garantiu querer se retratar dos atos, feitos nas redes sociais. Porém, até o momento, a imagem não foi retirada do Facebook, por exemplo.

Mesmo filiado ao PSL e diversas vezes atuante digitalmente, depôs que não é ‘atuante do partido’, nem recebe verbas. 

Na prática, pediu aquele velho 'perdão pelo vacilo'. Mais um que descobre as diferenças entre a vida real na delegacia e a online das redes sociais.