(67) 99826-0686

'Brasil teve prejuízo bilionário ao não aprovar Previdência de Temer', diz Marun

Ex-ministro adverte para que a atual proposta de reforma não seja prejudicada

5 JUL 2019
Thiago de Souza
15h22min
Foto: Reprodução Facebook

O ex-ministro Carlos Marun (MDB) garante que o país teve prejuízo bilionário ao não aprovar a reforma da Previdência proposta pelo então presidente Michel Temer. Ele usou o WhatsApp para dizer que há totais condições de aprovar a reforma proposta por Jair Bolsonaro (PSL). 

Para o emedebista, fiel aliado de André Puccinelli, houve uma conspiração ''asquerosa'' entre o ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, e o empresário Joesley Batista contra Michel Temer, e isso prejudicou a tramitação da proposta na Câmara. 

''Não conseguiu [derrubar Temer], mas acabou é prejudicando e muito o Brasil’’, reflete Marun. 

Hoje, Marun celebra um cenário diferente com o texto-base da reforma aprovado em uma comissão especial. Ele garante que já existem votos para passar a PEC no plenário da Câmara, mas adverte.  

''Agora é torcer para que não surja um outro [ Rodrigo] Janot que, tendo um bandido como Joesley [Batista] como cúmplice, tente impedir que isto aconteça’’.

 

Veja também