Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Política

Cheirinho de ditadura: depois de Eduardo ressuscitar AI-5, Soraya quer ampliar 'Hora do Brasil'

Projeto que obrigar emissoras a exibir propaganda do governo, em ações semelhantes à ditadura militar

01 novembro 2019 - 13h10Por Rayani Santa Cruz

A senadora Soraya Thronicke (PSL), fiel seguidora do presidente Jair Bolsonaro (PSL), elaborou projeto de lei que obriga canais abertos de televisão a veicularem ações do governo em horário nobre. A notícia chega dias depois da bolsonarista criticar a rede Globo por veicular uma matéria no Jornal Nacional.

“Chega um momento em que não podemos mais confiar em parte da mídia, porque as informações são manipuladas ou não são levadas até vocês”, diz em vídeo na página no Facebook.

O projeto “A imagem do Brasil” já está recebendo críticas e internautas chegaram a rotular como ‘puxadinho’ de propaganda obrigatória do governo, a exemplo do que ocorreu na ditadura militar, entre os anos de 1964 a 1985.

Até mesmo entre os eleitores da senadora, há o questionamento de como isso vai funcionar em novos governos "de esquerda".

Em guerra com a mídia

Soraya chegou a sugerir, há alguns meses, que jornalistas da GloboNews eram nazistas. A senadora é conhecida por brigas e posts relacionados a jornalistas e veículos de comunicação. 

Segundo a parlamentar, a proposta se estende aos poderes executivo, legislativo e judiciário. Ela fala que está atendendo a um clamor popular e que o governo está trabalhando muito, mas os resultados não são mostrados pela mídia.

“Depois de aprovado, nós poderemos assistir tudo de bom que o governo vem fazendo pelo Brasil. Nós precisamos, na verdade, fazer algo que seja justo, porque as rádios já fazem isto e as TVs, por que não? Não faz sentido. É uma questão de justiça e o povo precisa saber o que está acontecendo no governo, direto do governo”, disse a senadora.  

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes