ENTREGAS
Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
ENTREGAS

Defesa de Olarte afirma que declarações de Bernal beiram a leviandade

Bernal disse que renúncia de Olarte é tentativa para obter liberdade em troca de concessões

8 SET 2016
Airton Raes
15h46min
Foto: Arquivo Top Mídia News

O advogados de defesa do ex-vice-prefeito Gilmar Olarte, Jail Azambuja divulgou nota repudiando as afirmações do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). O prefeito afirmou que a renúncia de Olarte é de extrema gravidade, pois aparenta ser uma tentativa de obter liberdade, em troca de concessões.

Jail afirma que as declarações de Bernal beiram a leviandade, pois coloca em dúvida a integridade do judiciário e também lembrou que o prefeito fez acusações superficiais em 2014 que geraram uma ação da Associações dos Magistrados.

"A defesa de Gilmar Olarte, por seu advogado, manifesta estranheza numa afirmação do prefeito interino que beira a leviandade, pois isso significaria colocar em dúvida a integridade do Poder Judiciário e da própria Justiça. Mas isso não espanta, porque no ano de 2014, ele fez afirmações superficiais e temerárias desse tipo, que inclusive geraram ação da Associação de Magistrados contra ele. Aqueles que pretendem atribuir à renúncia de Gilmar Olarte caráter de manobra para obter soltura, estão caminhando num limiar de ofensa ao Poder Judiciário. Trata-se de estratégia de defesa, que nunca pode ser encarada dessa forma, porque se estaria imputando ao Judiciário possível conluio com o ex-prefeito Gilmar, algo absolutamente despropositado e fantasioso”, completa o advogado.

 ?O ex-vice-prefeito Gilmar Olarte e sua esposa Andreia Olarte estão presos desde 16 de agosto, quando foi desencadeada a Operação Pecúnia que investiga suposto esquema de lavagem de dinheiro obtido de maneira ilícita através da compra de imóveis em nome de laranjas pelo casal Olarte.

A prefeitura de Campo Grande divulgou na manhã desta quinta-feira nota oficial sobre o ocorrido. "Hoje, com esta renúncia, o sucessor imediato do prefeito é o presidente da Câmara Municipal, que é do PSDB e foi um dos denunciados pelo Ministério Público Estadual à Justiça por corrupção passiva, no crime praticado contra Campo Grande e que foi investigado e constatado pelo Gaeco, tendo como provas, gravações obtidas por meio de escutas autorizadas pelo judiciário", diz em nota.

Segundo Bernal, a renúncia de Gilmar Olarte é de extrema gravidade, pois aparenta ser uma tentativa de obter liberdade, em troca de concessões. O prefeito afirma que com essa atitude de Olarte, o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, João Rocha, do PSDB, seria sucessor imediato ao cargo, caso uma eventualidade mudança na prefeitura.

Veja também