Menu
Busca segunda, 21 de outubro de 2019
Top Ms
Política

Deputado petista pagou rodadas de cervejas e vinhos com dinheiro público em MS

Cerveja e chopp, além de duas garrafas de vinho chileno Carmen Carmenere; tudo pago pelo povo

16 setembro 2019 - 07h23

Uma conta de 1,8 mil reais em uma pizzaria, para confraternização dos funcionários do gabinete. Até aí tudo bem. O problema é que o dinheiro saiu dos cofres públicos para bancar a diversão privada. O responsável pela situação é de Mato Grosso do Sul: o deputado estadual Pedro Kemp, do PT.

O episódio não é novo, data a dezembro de 2017, mas só agora veio à público ONG Operação Política Supervisionada, especializada na fiscalização de gastos públicos do Legislativo, com apoio do site Congresso em Foco, que deu publicidade ao tema.

A verba saiu de recursos indenizatórios, dinheiro público destinado a cobrir despesas exclusivas do mandato. O que, com certeza, não é o caso de uma festança em pizzaria.

Reeleito em 2018, Pedro Kemp disse ao Congresso em Foco que foi com sua assessoria festejar o balanço de seu mandato naquele ano numa pizzaria. O deputado afirma ainda que sempre ‘prezou por excluir consumo de bebidas alcoólicas dos itens reembolsados a ele pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul’. Mas, nesse caso, segundo ele, houve um descuido.

"Não costumo pedir ressarcimento de bebida alcoólica. Sempre que tomo uma cerveja ou caipirinha em viagem excluo esse valor. Tenho esse cuidado. Essa nota especificamente passou", afirmou, ainda ao Congresso em Foco.

O festejo de final de ano contou com ao menos 42 bebidas alcoólicas, entre cerveja e chopp, além de duas garrafas de vinho chileno Carmen Carmenere. Tudo bancado com dinheiro público.