Menu
quarta, 21 de outubro de 2020
Política

Instituto Paraná pesquisas diz que Bolsonaro é favorito nas eleições 2022

Os dados dizem que Bolsonaro tem cerca de 30% da preferência do eleitor na disputa com Moro, Lula, Ciro, Haddad, Luciano Huck, Mandetta e outros nomes

24 julho 2020 - 12h53Por Rayani Santa Cruz

O Instituto Paraná Pesquisas divulgou dados em que o presidente Jair Bolsonaro lidera corrida eleitoral para a Presidência em 2022 em três cenários com cerca de 30%. A divulgação do conteúdo foi realizada pelo R7.

Conforme o site, a pesquisa estimulada foi realizada em três cenários.

O primeiro deles, Bolsonaro tem 29% da preferência do eleitor em disputa com o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que tem 17,1%. Nesse cenário, o petista Fernando Haddad vem em terceiro, com 13,4%. Ciro Gomes (PDT) tem 9,9%. O apresentador Luciano Huck tem 6,5%, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) tem 4%. João Amoêdo (Novo) tem 3,4%. Guilherme Boulos (Psol) tem 1% e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) tem 0,7% das intenções de voto. 10% dos entrevistados não escolheram nenhum candidato e 4,9% não sabem ou não responderam. 

(Reprodução R7)

No segundo cenário, a pesquisa é feita com o nome do ex-presidente Lula (PT) no lugar de Fernando Haddad, e nesse quadro o presidente Jair Bolsonaro cai um pouco para 27,5% da preferência, contra 21,9% de Lula. Moro vem em terceiro com 16,8%, Ciro Gomes tem 8,3%, João Doria 3,8%, Amoêdo 3,4%. Marina Silva (Rede), que não estava no primeiro cenário, aparece com 2,5%, Witzel tem 0,9% e Boulos 0,7%. 9,5% não escolheram nenhum candidato e 4,6% não sabem ou não responderam.

(Reprodução R7)

Já no terceiro cenário, sem Moro em com Haddad no lugar de Lula, o presidente Bolsonaro tem a melhor performance, com 30,7% das intenções de votos. Haddad tem 14,5% e Ciro Gomes vem em terceiro, com 10,7% da preferência. Luciano Huck tem 8,3%, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta entra no cenário com 5,7% das intenções. O governador João Doria tem 4,6%, Amoêdo tem 4%. O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) aparece com 1,6% das intenções e Witzel tem 0,9%. Para esse cenário, 12,8% não votariam em nenhum dos candidatos e 6,1% não sabem ou não responderam. 

(Reprodução R7)

Simulação 2° turno

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro também ganha em todos os conflitos simulados. Entre Bolsonaro e Haddad, Bolsonaro seria eleito com 46,6% dos votos contra 32% para Haddad. No confronto com Lula, Bolsonaro teria 45,6% contra 36,4% do ex-presidente. Entre Bolsonaro e Sergio Moro, Bolsonaro venceria com 44,7% e Moro teria 35%. 

Já entre Bolsonaro e Ciro Gomes, Bolsonaro venceria com 48,1% dos votos contra 31,1% do Ciro. Entre Bolsonaro e Doria, seriam 51,7% dos votos para Bolsonaro e 23% para Doria. Já entra Jair Bolsonaro e Luciano Huck, o apresentador perderia com 27,6% das intenções de voto e Bolsonaro seria o vencedor com 50,8% das intenções de voto. 

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.030 eleitores em 188 municípios das 27 unidades da federação entre os dias 18 e 21 de julho. O grau de confiança da pesquisa é de 95% para uma margem de erro de dois pontos percentuais para os resultados gerais.

Veja abaixo as simulações do segundo turno: 

(Reprodução R7)

 

Leia Também

Siqueira aposta em incentivar produção local para movimentar economia e gerar empregos
Política
Siqueira aposta em incentivar produção local para movimentar economia e gerar empregos
'Mordeu e puxou'! Cachorro salva dono que estava sendo arrastado em área de alagamento em SP
Geral
'Mordeu e puxou'! Cachorro salva dono que estava sendo arrastado em área de alagamento em SP
Adolescente de 15 anos morre de covid-19 em Campo Grande
CORONAVÍRUS
Adolescente de 15 anos morre de covid-19 em Campo Grande
Se reeleito, Marquinhos promete mais escolas e melhorias na qualidade do ensino
Política
Se reeleito, Marquinhos promete mais escolas e melhorias na qualidade do ensino