TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
terça, 24 de maio de 2022 Campo Grande/MS
TOP MIDIA INSTITUCIONAL SUPER BANNER
Política

Liderança de MS deve chefiar órgão nacional de saúde indígena em ministério de Mandetta

Demétrius Pareja atua em trabalhos assistenciais com indígenas na Missão Caiuá, em Dourados

07 dezembro 2018 - 18h52Por Thiago de Souza

O superintendente da Missão Evangélica Caiuá em Dourados, Demétrius Pareja, pode ser o novo secretário Nacional de Saúde Indígena. A sondagem do nome dele é feita pelo futuro ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), também de Mato Grosso do Sul.

O cargo é um dos mais importantes para as populações indígenas no país. Demétrius teria tido o apoio do coordenador Nacional do Fórum de Presidentes do Conselho Distrital de Saúde Indígena), do presidente do mesmo conselho em Porto Velho (RO) e do Sindicato Nacional de Trabalhadores em Saúde Indígena.

A expectativa é que as ações do secretário especial reflitam a postura do novo Governo Federal de eliminar a ''ideologização'' na Saúde, como era presente nas gestões anteriores.

A escolha do sul-mato-grossense é feita para tornar mais eficiente o atendimento às populações indígenas, e caminhando em sintonia com ações de outros ministérios importantes, otimizar a aplicação dos recursos públicos, em todos os níveis.