Menu
segunda, 26 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Política

'Não sei se o senhor toma um floralzinho, ou se é frieza', diz Soraya a ex-secretário na CPI

A parlamentar fez dezenas de questionamentos ao ex-secretário e chamou atenção pelo fato de não ter tido a mesma postura com outros depoentes que eram integrantes do governo Bolsonaro

16 junho 2021 - 15h00Por Rayani Santa Cruz

A senadora Soraya Thronicke (PSL) chamou atenção, durante participação na CPI da pandemia desta terça-feira (15), após sabatinar ‘sem piedade’ o ex-secretário de Saúde do estado do Amazonas, Marcellus Campelo. Ela chegou a questionar se Campelo tinha ‘frieza’ pelo comportamento calmo.

"Você foi o deponente mais calmo que esteve aqui. Não sei se o senhor toma um 'floralzinho', ou alguma coisa. Ou se é frieza. Eu não consigo ficar fria ou calma diante dessa situação", afirmou a senadora.

A postura foi bem diferente frente a outros depoentes que fizeram parte do governo do presidente Jair Bolsonaro, como ex-ministro Eduardo Pazuello e a secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, em depoimentos anteriores.

Thronicke  faz parte da Comissão feminina que participa da CPI e atua como outros bolsonaristas que defendem a investigação dos repasses do governo para os estados. Na visão dela, os estados e municípios devem ser responsabilizados pelas consequências como mortes e colapso na saúde, pois houve repasse de verba pelo governo federal. 

O ex-secretário de saúde foi questionado pelos senadores sobre o colapso no sistema de saúde ocorrido no Amazonas no início de 2021. Ele também foi indagado sobre  falta de leitos e de cilindros de oxigênio nos hospitais, desvio de dinheiro e suposta organização criminosa.