Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Política

No caminho de candidatura, Trutis derrubou David, Contar e agora Siqueira

Vereador diz que foi avisado por mensagem que não seria mais candidato

13 setembro 2020 - 09h30Por Vinícius Squinelo

Vinícius Siqueira não é o primeiro nome a cair dentro do PSL de Campo Grande. Na trajetória, curta e intensa, da sigla na cidade, o vereador é mais um a colecionar desilusões e levar uma facada nas costas, quase como o ídolo do partido Jair Bolsonaro. Os deputados estaduais Coronel David e Capitão Contar foram outros a terem um inferno astral próprio com Loester Trutis e Soraya Thronicke.

O primeiro foi o ex-comandante da Polícia Militar Coronel David, e logo após a investidura no cargo, em 2019. O deputado alegou perseguição dentro da sigla, o que foi confirmado pela Justiça eleitoral. Deixou o PSL, mas manteve-se como deputado estadual. David foi também o primeiro a apontar a sigla como um ‘ninho de cobras’. Da lista, é o único que seguiu realmente a vida política.

Outro militar, mas do Exército, capitão Contar caiu no conto da ‘candidatura’ à prefeito antes de Siqueira. Com direito a postagens em redes sociais e palavras de apoio da presidente regional do partido Soraya. Avisado de que fora substituído por Siqueira, brigou com o PSL. Diferente de David, segue na sigla e sofre processo de infidelidade partidária. E ainda atirando pra todo lado.

(Contar postava isto, depois se esqueceu de que era pré-candidato / imagem: reprodução)

Curioso, no caso de Contar, que quando a reportagem, à época, noticiou que ele sofrera uma rasteira, o deputado prontamente chamou de ‘fake news’, já que – segundo ele – nunca teria se colocado como pré-candidato. Quando confrontado com posts de suas redes sociais dizendo o contrário, calou-se. 

Siqueira, o substituto de Contar, investiu e muito na pré-campanha. Fez vídeos, denúncias, fotos, tudo e mais um pouco. No sábado (12), porém, um dia antes das convenções, foi avisado por Loester que o candidato seria o próprio deputado, e não o vereador. O parlamentar, que deixou o DEM para ir ao PSL disputar a prefeitura, foi outro a levar uma bela facada política. Tenta hoje nas convenções manter a candidatura.

(Depois Trutis chama os outros de 'conversinha' / foto: reprodução redes sociais)

Loester, que assumiu a presidência municipal do PSL após a ‘queda’ de Contar, se coloca como o nome do partido. O apoio nas redes sociais à Siqueira sumiu de um dia pro outro. Em jogo: 1 minuto de propaganda eleitoral e o maior fundo partidário de Campo Grande. Como dizem, no amor e na política, vale de tudo.

Leia Também

Gravíssimo: mais duas mulheres relatam assédio de ginecologista em Campo Grande
Polícia
Gravíssimo: mais duas mulheres relatam assédio de ginecologista em Campo Grande
Desaparecida por dois anos, mulher é achada boiando no mar na Colômbia
Geral
Desaparecida por dois anos, mulher é achada boiando no mar na Colômbia
Toque de recolher deve começar à 1h da manhã em Campo Grande
Cidade Morena
Toque de recolher deve começar à 1h da manhã em Campo Grande
Custa quase R$ 200 mil: máquina chinesa consegue detectar covid-19 em 30 minutos
Geral
Custa quase R$ 200 mil: máquina chinesa consegue detectar covid-19 em 30 minutos