Menu
quinta, 26 de novembro de 2020
Saúde

Fábio Trad apresenta projeto que incentiva contratação de transplantados

Por desinformação e preconceito do mercado, índice de desemprego entre esse público chega a 80%

09 agosto 2019 - 10h51Por Da redação/Assessoria

Entre 70% a 80% da população de pessoas transplantadas no Brasil está desempregada por motivos nem sempre relacionados à falta de condições clínicas. Em outras palavras, uma boa parcela dos 288 mil brasileiros submetidos a transplantes de órgãos sólidos, córnea ou medula encontra-se alijada do mercado de trabalho por discriminação ao histórico médico.

Os dados foram levantados a partir do cadastro da Associação Brasileira de Transplantados (ABTx) e, num país com mais de 13 milhões de desempregados, ganham contornos ainda mais dramáticos. Por esse motivo, nesta semana o deputado federal Fábio Trad protocolou na Câmara um projeto (PL 4250/19), que altera a redação do artigo 93 da Lei no 8213, de 24 de julho de 1991, e determina que empresas com 100 ou mais empregados sejam obrigadas a preencher de 2% a 5% dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência ou transplantadas, habilitadas.

“As pessoas submetidas a transplante precisam se afastar de sua atividade laboral e do convívio social enquanto aguardam o transplante e, claro, durante o período de recuperação após o procedimento cirúrgico. No entanto, em muitos casos sentem-se aptas a voltar a todas as suas atividades, o que inclusive aumenta a autoestima e contribui
para sua recuperação”, explicou o deputado Fábio Trad, que destacou a importância da ABTx na apresentação da proposta. “Esse projeto é uma forma justa de regular e humanizar o livre mercado no Brasil”, acrescentou.

O texto foi apresentado em recente reunião no gabinete do parlamentar em Brasília, que contou com as presenças do presidente da ABTx, Edson Arakaki; da secretária executiva, Maria José; e do professor Carlão, diretor regional (Centro-Oeste) da ABTx.

“É muito importante destacar e ressaltar a disponibilidade do deputado Fábio Trad em receber a ABTx nessa pauta que visa exatamente a inclusão do transplantado, que não quer ser tratado como um incapaz de exercer sua função, mas sim um cidadão”, ressaltou o professor Carlão, que venceu a aplasia medular com um transplante há cerca de 2 anos e 9 meses.

“Por isso enaltecemos e colocamos o deputado Fábio Trad como o porta-voz, o interlocutor dos transplantados da ABTx nessa causa brasileira”.

Números - De acordo com os CETs - Centrais Estaduais de Transplantes/REDOME, de 2001 até 2017, foram realizados no Brasil 360.012 transplantes de órgãos sólidos, córnea e medula.

Leia Também

Churras, festas e encontros resulta em 65% de adultos entre 20 a 49 anos com Covid-19 na Capital
CORONAVÍRUS
Churras, festas e encontros resulta em 65% de adultos entre 20 a 49 anos com Covid-19 na Capital
Funileiro quebra muro para furtar casa da vizinha em Campo Grande
Polícia
Funileiro quebra muro para furtar casa da vizinha em Campo Grande
Corpos são encontrados em cova rasa na fronteira
Cidades
Corpos são encontrados em cova rasa na fronteira
PM morre assassinado pelo próprio filho durante discussão
Geral
PM morre assassinado pelo próprio filho durante discussão