(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Johnson analisa 'palhaçada' de Tim Eliott: 'Não estava fazendo nada ali'

Campeão dos pesos-moscas do UFC diz que manteve a cabeça em seu plano de luta para não ser influenciado pelo clima que o rival criou junto aos fãs no TUF 24 Finale

5 DEZ 2016
Globo Esporte
12h27min
Foto: Getty Images

Foco e concentração nas palavras dos seu treinador. Essa foi a receita adotada por Demetrious Johnson para não se deixar levar pela estratégia de Tim Elliott de tirar sua concentração com uma movimentação pouco ortodoxa durante a disputa do título dos pesos-moscas, na luta principal do TUF 24 Finale, vencida pelo campeão por decisão unânime, chegando a nove defesas de cinturão bem sucedidas.

- Eu estava pensando: "Olha só essa palhaçada..." não tenho nada contra ele, mas na minha cabeça você não pode entrar na atmosfera das pessoas que pensam: "Olhem, Tim está dando tapas na cara dele..." Ele não estava fazendo nada, não estava encurtando a distância, só ficava rodando. Não tinha nada ali. Ele tentou me influenciar, mas eu consegui fazer o que sei fazer bem, que é manter o meu ritmo. Meus técnicos me diziam que eu estava indo bem, porque ele estava fazendo tudo aquilo porque não conseguia encurtar a distância. Ele precisava fazer aquilo para me tentar me levar até ele - disse o campeão na coletiva de imprensa após o evento.

 

O campeão também falou sobre os alertas feitos pelo árbitro do combate, Herb Dean, para que ele se movimentasse quando estava por cima no chão, ou ele iria interromper o combate para que os lutadores voltassem ao combate em pé.

 

- Eu disse a Herb: "Estou controlando-o pelo lado." Isso não é amarrar a luta, é como um jogo de xadrez. Ele é que tinha que se levantar. Eu estava por cima e ele é que estava me segurando lá. Você vem me dizer que eu preciso me mexer? Não, não é assim que funciona.

 

Morador da Costa Oeste dos EUA, no estado de Washington, próximo a Seattle, Demetrious Johnson disse que não pretende lutar do outro lado dos EUA, na Costa Leste, por conta da diferença de fuso horário, que é de 3h, e que o impede de conseguir ir jantar após os eventos.

 

- Quero sempre lutar em Las Vegas. Não quero lutar na Costa Leste dos EUA e ter que entrar no octógono a 1h da manhã, Adoro lutar aqui, e sempre escolherei Las Vegas entre qualquer outro lugar do mundo. É o mesmo fuso horário da Costa Oeste e as coisas estão abertas quando a luta acaba. Sempre posso ir comer alguma coisa após o torneio, que aqui acaba antes de 23h30.

TUF 24 Finale

3 de dezembro, em Las Vegas (EUA)

CARD PRINCIPAL

Demetrious Johnson venceu Tim Elliott por decisão unânime (49-46, 49-46 e 49-45)

Joseph Benavidez venceu Henry Cejudo por decisão dividida (27-29, 30-26 e 29-27)

Jorge Masvidal venceu Jake Ellenberger por nocaute técnico aos 4m05s do R1

Jared Cannonier venceu Ion Cutelaba por decisão unânime (triplo 29-28)

Sara McMann venceu Alexis Davis por finalização aos 2m52s do R2

Brandon Moreno venceu Ryan Benoit por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

CARD PRELIMINAR

Ryan Hall venceu Gray Maynard por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Rob Font venceu Matt Schnell por nocaute técnico aos 3m47s do R1

Dong Hyun Kim venceu Brendan O'Reilly por decisão unânime (triplo 29-28)

Jamie Moyle venceu Kailin Curran por decisão unânime (triplo 30-27)

Anthony Smith venceu Elvis Mutapcic por nocaute aos 3m27s do R2

Devin Clark venceu Joshua Stansbury por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

 

Veja também