Menu
domingo, 22 de maio de 2022 Campo Grande/MS
FAMASUL MAIO BANNER
Campo Grande

Denunciado por causar morte após racha recebe alta e vai para cadeia em Campo Grande

Willian Goes Abbade dirigia carro com cinco passageiros e supostamente participou de racha na avenida Júlio de Castilho

13 maio 2022 - 10h18Por Rayani Santa Cruz

Willian Goes Abbade, de 36 anos, acusado de apostar racha na avenida Júlio de Castilho, em Campo Grande, e causar a morte de Roberta Coelho, de 25 anos, teve alta médica da Santa Casa e foi encaminhado ao Instituto Penal. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça em 18 de abril.

O acidente aconteceu na madrugada de 16 de abril, e Willian seguiu internado no hospital sob escolta policial. Ele passou por audiência de custódia, e teve a prisão em flagrante convertida para prisão preventiva.

Por isso, quando recebeu alta médica nessa quinta-feira (12), ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde aguardará os próximos passos do processo judicial.

O acidente

Câmeras de segurança da avenida Júlio de Castilho registraram o momento em que o carro Ford Ka, em que ele estava com seis pessoas, bateu no poste. O motorista supostamente participava de um racha. 

Nas imagens, é possível ver os dois carros em alta velocidade. Também é visto que o Ford Ka invade a calçada e bate contra o poste logo após a curva da rua Antônio Ferreira Damião. A traseira do carro levanta por conta da força do impacto.

Roberta Coelho, 25 anos, morreu devido aos ferimentos. E os outros três ocupantes do carro foram socorridos. Um deles teve alta rápida da Santa Casa, e outros dois, passaram por cirurgias ortopédicas e voltaram para casa após poucos dias de internação.

Segundo testemunhas, havia muita bebida alcoólica dentro do veículo. Os seis jovens tinham acabado de sair de uma boate, e ao que tudo indica, o racha foi com um carro modelo Gol quadrado.