TJMS - novembro
Menu
Busca quinta, 21 de novembro de 2019
Cidade Morena

Cobrança abusiva da Energisa volta a ser questionada na Câmara Municipal

Não é a primeira vez que a Casa de Leis critica a concessionária de energia

22 outubro 2019 - 15h44Por Thiago de Souza

Prática de cobrança abusiva contra consumidores fez a Energisa ter o trabalho questionado novamente na Câmara Municipal de Campo Grande. Na sessão desta terça-feira (22), parlamentares destacaram que a Casa de Leis precisa atuar em favor da população.

''Essa Casa tem que ter envolvimento. Esse monopólio é no Brasil inteiro. Tem pessoas que ganham um salário mínimo e estão pagando R$ 400 de conta de luz. Eles abaixaram após o movimento que fizemos com as Câmaras do interior, mas agora voltou a subir. A energia está maior que o IPTU, em muitos casos...'', alertou o vereador Valdir Gomes (Progressistas).

Em agosto deste ano, diante de suspeitas graves de cobrança além do que seria consumido, os vereadores aprovaram requerimento cobrando informações da empresa. A medida foi, inicialmente proposta pelo vereador Chiquinho Telles (PSD).

''Por onde passa, a Energisa deixa rastro de destruição e insensibilidade. A reclamação é geral. Estou encaminhando ofício para saber o que o Procon fez em relação a essas reclamações...É fato que a população de Campo Grande está sofrendo com a conta abusiva...'', constatou o líder do prefeito na Câmara.

Em janeiro deste ano houve um grande número de reclamações acerca dos valores das faturas. Conforme a Câmara Municipal, o coordenador comercial da Energisa, Jonas Ortiz, descartou irregularidades nos valores. Ele justificou que as altas temperaturas é que foram responsáveis pela alta no consumo, mas a resposta não teria convencido os parlamentares.

No mês seguinte, diz a Câmara, mais de 210 vereadores de 54 municípios de Mato Grosso do Sul compareceram a audiência pública convocada pela Câmara Municipal para debater os aumentos expressivos registrados nas contas.

Resposta

A Energisa Mato Grosso do Sul disse que está à disposição para prestar informações necessárias ao poder público e que trabalha a favor da ética e da transparência.  

Sobre o questionamento da cobrança na fatura de energia, ''a Energisa esclarece que o valor da conta de luz está diretamente ligado ao consumo de energia elétrica, e que para minimizar o impacto na conta de luz é fundamental que o cliente acompanhe o seu consumo junto ao medidor de energia e saiba como usar de forma eficiente os equipamentos elétricos''.

*matéria alterada às 15h do dia 23/10 para acréscimo do posicionamento da empresa.