TJMS - novembro
Menu
Busca quinta, 21 de novembro de 2019
Política

Energisa ignora perguntas de vereadores e deputados

Sem respostas, deputados podem até abrir CPI

22 outubro 2019 - 14h22Por Rayani Santa Cruz

A Câmara e a Assembleia cobraram, mais uma vez, respostas da Energisa. A possibilidade de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) foi discutida entre os deputados estaduais nesta terça-feira (22). Os vereadores, que já impetraram requerimento com questionamentos, repudiaram a atuação da empresa no Estado.

O vereador Valdir Gomes (PP) citou a empresa como um monopólio vergonhoso de Mato Grosso do Sul. Ele afirma que é necessário ‘pegar no pé’ para a Energisa recuar e não aumentar as taxas. “Eles voltaram à cobrança abusiva, a Energisa tem um lucro enorme em cima da população”, diz.

Casas de Leis deixadas a ‘deus dará’ e sem respostas

O vereador Chiquinho Telles (PSD), que fez requerimento no início do ano, solicitando respostas para diversos problemas, ainda não conseguiu nenhuma resposta. 

O deputado estadual João Henrique Caran (PL) disse hoje na Tribuna da Assembleia que “tem gato de energia na conta de energia”. Ele argumentou enviou 13 perguntas para a empresa sobre os critérios de cobrança de energia, e a resposta foi curta e evasiva, o que deixou o parlamentar insatisfeito. 

O deputado Capitão Contar (PSL) apresentou requerimento para abertura de CPI da Energisa. O documento deve ser assinado pela maioria dos deputados para ter validade.“Nós participamos de duas audiências públicas e a ANEEL [Agência Nacional de Energia Elétrica] e Energisa não explicaram as razões de aumento nas tarifas”, afirmou.