Menu
Busca domingo, 15 de dezembro de 2019
Cidades

Festival América do Sul Pantanal vai movimentar R$ 18 milhões em Corumbá

Lançamento do evento ocorreu no Yotedy, em Campo Grande

16 outubro 2019 - 16h10Por Thiago de Souza

Festival América do Sul Pantanal deve movimentar até R$ 18 milhões na economia de Corumbá, na 15ª edição que acontece dos dias 14 a 17 de novembro deste ano. O evento recebe investimentos público e privado.

O cálculo foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja, nesta quarta-feira (16), em Campo Grande, durante o lançamento do evento, que contou com a presença do cantor Zezé Di Camargo e músicos regionais.  

''Estudos mostram que a cada R$ 1 investido na realização de eventos culturais, R$ 5 retornam para a economia local. Esse ano o Governo do Estado está investindo R$ 3,6 milhões na estruturação do Festival América do Sul Pantanal. Então, podemos pensar no importante retorno para a região pantaneira com a ocupação hoteleira, de restaurantes, bares, atrativos turísticos e muito mais'', afirmou Reinaldo Azambuja.

Azambuja também destacou a importância da manutenção do FASP e das parcerias que fomentam o festival, como a da Abrasel, Caixa Econômica, Energisa, MSGás, Sanesul, Sebrae, Senac e Vale.

Durante o lançamento do FASP, a diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Mara Caseiro, destacou a pluralidade do evento e anunciou os show musicais nacionais. O palco principal vai contar com a apresentação de Zezé Di Camargo & Luciano no dia 14 de novembro; de Diogo Nogueira no dia 15; dos Paralamas do Sucesso em 16 de novembro; e de Lucy Alves no dia 17.

Com programação intensa e gratuita, o FASP vai apresentar atrações da Argentina, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Zezé di Camargo aproveitou e convidou o público para o evento. “Vamos vivenciar a cultura local, a vida do ribeirinho, a convivência em prol da natureza e a defesa do Rio Paraguai”, falou. Para ele, essa é mais uma chance de Corumbá se mostrar para toda a América do Sul.