Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
GOV FEMINICIDIO
Cidades

Profissionais da Educação bem que tentaram, mas reajuste fechou em 4,17% e parcelado

Durante as tratativas, Marquinhos usou como base de uma contraproposta o limite prudencial de gastos do município

20 junho 2019 - 09h30Por Nathalia Pelzl

Após meses de negociação e várias reuniões, a Prefeitura de Campo Grande e a ACP (Sindicato Campo-Grande dos Profissionais da Educação Pública) fecharam em 4,17%, parcelado em 2x, o reajuste para os profissionais da Rede Municipal de Ensino (Reme).

O presidente da ACP, Lucílio Vargas, ressaltou que as negociações envolveram também o passivo, que equivale aos atrasos no piso nacional, que vem desde 2015. Hoje, este reajuste está estimado em 17%.  

A solução encontrada por ambas as partes foi a de uma contribuição de mais de 1% em janeiro de 2020, desde que cresça a arrecadação do município.

“Vamos ter o 4,17%, parcelado em 2x, mais 1 % em janeiro de 2020, condicionado ao superávit do município. Também ficou acordado de iniciarmos as tratativas a partir de fevereiro para chegarmos a 87% em 2020 do Piso Nacional por 20h”, destacou.

Durante as tratativas, o prefeito Marquinhos Trad (PSDB) usou como base de uma contraproposta o limite prudencial para conceder aumento salarial, que, no entanto, foi rejeitada pelos professores da rede municipal de Campo Grande, em assembleia. 

À época como justificativa da recusa da proposta,  Lucílio usou como argumento a questão do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Leia Também

Defesa alegou pandemia para tentar liberar policial que matou professora em acidente
Polícia
Defesa alegou pandemia para tentar liberar policial que matou professora em acidente
Menino autista ganha pizza sem recheio, comemora e comove as redes sociais
Geral
Menino autista ganha pizza sem recheio, comemora e comove as redes sociais
Campo Grande vira referência em trabalho contra novo coronavírus
Saúde
Campo Grande vira referência em trabalho contra novo coronavírus
Nova Lima, Moreninhas e Parati recebem blitz contra coronavírus
Cidade Morena
Nova Lima, Moreninhas e Parati recebem blitz contra coronavírus