Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Geral

Convidada por Dória a tomar vacina, Dilma diz: 'não vou furar fila'

Ela tem 73 anos e não está no grupo prioritário nesta fase da campanha

21 janeiro 2021 - 21h54Por Thiago de Souza

A ex-presidente de República, Dilma Rousseff, do PT, recusou, nesta quinta-feira (21), convite do governador de São Paulo, João Dória, PSDB, para tomar a vacina contra a covid-19. 

A aplicação da vacina na petista ocorreria em 25 de janeiro, em Porto Alegre (RS). No entanto, a ex-presidente, que é idosa (73 anos), mas não está no grupo prioritário da campanha, deu uma resposta ao melhor estilo ‘’tapa de luva’’. 

"É inaceitável "furar a fila", que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros", afirmou. "Agradeço, mas diante das circunstâncias tenho o dever de recusar a oferta, por razões éticas e de justiça". 

Ainda de acordo com Dilma, apesar do plano de vacinação já ter começado, não haveria montante de vacinas disponível para que, ela, nesse momento, seja beneficiada. Ainda destacou que os idosos que vivem em instituições de longa permanência tenham prioridade na vacinação.