Menu
terça, 27 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Geral

Vídeo: Bolsonaro confunde MT com MS e paga mico ao defender Copa América

Isto, porque o presidente já serviu ao Exército em Nioaque

01 junho 2021 - 18h09Por Thiago de Souza

O presidente Jair Bolsonaro cometeu, nesta terça-feira (1º), um equívoco bastante comum na imprensa nacional: confundiu os estados de Mato Grosso com Mato Grosso do Sul. Na ocasião, ele defendia a realização da Copa América no Brasil. 

Na gravação, o presidente cita que alguns governadores aceitaram receber jogos da competição sul-americana. Essas sedes teriam sido escolhidas de comum acordo entre os gestores estaduais, a Casa Civil e a Confederação Brasileira de Futebol.  

‘’Já tivemos quatro governadores [que aceitaram os jogos]... aqui de Brasília; Rio de Janeiro; Mato Grosso do Sul e de Goiás... ‘’, declarou Bolsonaro. 

No entanto, quem se ofereceu para que o estado seja uma das sedes da Copa América foi o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, do Democratas. Ele disse que a Arena Pantanal, em Cuiabá, pode sediar jogos da competição. 

A situação se torna vexatória para o presidente, já que ele serviu o Exército Brasileiro em Nioaque, no final da década de 70 e início de 80. Ele, inclusive, já fez várias visitas ao estado de MS. 

Polêmica

A realização da Copa América no Brasil se deu em razão de dois outros países sul-americanos recusarem o evento, em razão dos riscos da covid-19. O maior temor é que a cepa indiana e outras variantes se disseminem e piorem a situação que é crítica na maioria dos países da América do Sul. 

A polêmica se aprofundou em razão de fortes críticas da TV Globo contra a competição. Críticos dizem que a emissora carioca está contra o torneio intercontinental porque perdeu os direitos de transmissão para o SBT. 

Somasse à discussão o fato da Globo transmitir diversos outros campeonatos, sem nunca ter sido questionada sobre o risco de transmissão da covid. Além disso, atualmente ocorre a disputa da Libertadores da América, onde times de vários países sul-americanos jogam no Brasil e vice-versa, quase toda semana.