Menu
sábado, 25 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
In Memoriam

'Playboy' tinha 75 passagens pela polícia; amigos se preocupam com mãe e avó

Ele foi perseguido por um carro e uma moto antes de ser morto com 6 tiros

03 setembro 2021 - 13h00Por Nathalia Pelzl

Jackson Souza Duarte, 28 anos, vulgo ‘Playboy’, tinha uma extensa ficha criminal e estava em liberdade há menos de três meses. 

O rapaz foi executado na noite desta quinta-feira (2), na Vila Nhanhá, em Campo Grande. 

Ele foi perseguido por um carro e uma moto antes de ser morto com 6 tiros. 

Ao todo, 75 passagens pela polícia, entre elas, associação criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de arma, roubo majorado, receptação, violência doméstica, homicídio e cárcere privado. 

No perfil do Facebook, Jackson se dizia ‘abençoado’ e o “O+ZikaDaCapital”.

Também nas redes sociais, amigos lamentaram a perda e destacaram que ‘Playboy’ estava ansioso pela liberdade. 

“Tanto tempo esperando por esse momento de ter sua liberdade novamente para acontecer isso, eu poderia estar com você agora meu preto, mas eu não imaginava que isso ia acontecer, vou te levar para minha vida e no meu coração”, escreveu uma amiga. 

Amigos pediram que Deus conforte o coração da mãe e avó de Jackson. 

"Falei com você ontem meu mano, tu disse que queria me tromba, se é louco não dá nem para acreditar, meu amigo de infância, vai com Deus meu mano [sic]", escreveu outro amigo. 

CRIME

O rapaz foi executado na noite desta quinta-feira (2), na Vila Nhanhá, em Campo Grande. Conforme informações da polícia, testemunhas apontaram que Jackson tentou se abrigar em uma casa, onde funciona um Centro para Reforço Escolar. 

Os policiais encontraram Jackson em frente ao local já sem vida. 

Um pedreiro e dono do imóvel que estavam ali contaram que Jackson estava sendo perseguido por duas pessoas armadas, que efetuavam disparos contra ele, entretanto, não sabe o motivo, apenas que os disparos e perseguição tiveram início no cruzamento das vias Av. Da Boa Vizinhança com Rua Floriano Paula Correa. 

Ainda segundo as testemunhas, os veículos usados na perseguição eram uma Twister Vermelha, pilotada por uma mulher e com um homem na garupa efetuando os disparos e um Ford Fiesta Branco.

Próximo ao local, os policiais encontraram diversas munições não deflagradas de calibre 9mm, e algumas cápsulas deflagradas de mesmo calibre. 

Jackson foi atingido por 6 disparos. Nenhum suspeito do crime foi identificado.