tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
dengue
Interior

Áudio: após agressão à mulher, PMs denunciam agressividade e assédio de superiores em Bonito

Uma oficial teria constrangido os comandados em público

27 novembro 2020 - 07h00Por Thiago de Souza

Após o caso de uma mulher de 44 anos ganhar as manchetes de jornais em todo o país, por ter sido espancada pelo tenente André Luiz Leonel, em setembro, em Bonito, militares de patentes mais baixas passaram a denunciar assédio e ameaças vindas de superiores da Polícia Militar na cidade. 

Os denunciantes pedem sigilo da identidade por medo de represálias. Entre os personagens citados, está uma tenente da PM, comandante de um dos pelotões de rua da cidade. No relato, a oficial é tida como uma comandante agressiva, quer cerceia a liberdade de opinião e questionamento dos subordinados. 

‘’[ela] Incentiva a discórdia entre os policiais, tratando com sarcasmo e ironia os que estão por problemas causados por estarem sendo perseguidos. Ela ameaça e persegue aqueles que apresentam atestado médico, colocando sempre em dúvida a índole do policial militar’’, diz um trecho da denúncia. 

PM flagrado agredindo mulher algemada. (Repórter Top)

Em público

Das várias situações narradas, uma aponta que a tenente enfileirou seus subordinados em via pública, passando a criticar seus comandados com expressões chulas e desabonadoras, tudo passível de ser ouvido por cidadãos comuns. 

Ainda segundo o relato, que foi gravado em áudio, a comandante faz reclamações e em determinado momento diz: ‘’Se vocês quiserem, podem chupar bola [defender, puxar o saco ou ir reclamar] de promotor’’, sugere o áudio. 

Tiros

Aspectos de agressividade na vida pessoal também foram citados pelos denunciantes. Chegou à redação do TopMídiaNews, prints de boletim de ocorrência registrado no dia 3 de outubro de 2019, na Depac Piratininga (quando ainda estava em funcionamento). 

Nele, o ex-marido da tenente citada anteriormente a acusa de tê-lo agredido com socos e disparado um tiro na direção dele, na ocasião que foi visitar o filho que têm em comum. 

‘’Vai embora, some da minha casa, seu babaca, seu canalha’’, teria dito a militar segundo o denunciante. 

Resposta

Procurada, a Polícia Militar de MS informou que já possui conhecimento das denúncias citadas e que ''estão sendo apurados por meio de Inquérito Policial Militar (IPM), o qual encontra-se dentro do prazo legal para sua conclusão. Apenas após o término dos autos as medidas administrativas serão adotadas''. 

 

Procurado, o comando da PM ainda não se manifestou.

Entenda o caso 

O oficial da PM André Luiz Leonel foi flagrado por câmeras de um batalhão da PM em Bonito agredindo uma mulher algemada, que havia sido acusada de desacato. As imagens mostram a mulher sentada, levando chutes, socos e empurrões. Outro policial que estava ao lado nada fez. As agressões só pararam porque uma policial feminina conteve o agressor. 

O caso ocorreu em setembro, mas as imagens só vieram à tona no último final de semana. A notícia teve grande repercussão na imprensa local e nacional. Para ver o vídeo da agressão, clique aqui