Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Polícia

Barbeiro se nega a cortar cabelo de criança e estabelecimento se torna alvo de atentado

Um dos suspeitos de cometer o crime foi preso nesta madrugada; o irmão dele que também teria participado do atentado está foragido

13 fevereiro 2019 - 08h27Por Da redação / Dourados News

Uma barbearia localizada na Rua Adelina Rigotti, no Jardim Água Boa, em Dourados, foi alvo de disparos no início da noite de terça-feira (12). Dois homens, identificados como os irmãos Fernando Ferreira Pereira, 21 anos, e Adalberto Ferreira Pereira, 27 anos, são os principais suspeitos pelo crime. O primeiro está preso. 

De acordo com a ocorrência registrada pelo casal proprietário do estabelecimento, um homem de 39 anos e uma mulher de 25, recentemente discutiram por conta da negativa de se cortar o cabelo de um menino de 7 anos, parente das vítimas e dos autores. 

Após o fato, os donos do salão disseram ter recebido ameaças de outro irmão da dupla, resultando no registro de ocorrência no dia 11 de fevereiro. Já no dia seguinte, por volta de 19h30, o casal foi surpreendido com vários disparos no local. Testemunhas e as vítimas reconheceram Fernando e Adalberto. 

Um novo boletim de ocorrência foi registrado e policiais militares da Força Tática chegaram até a casa da sogra de Fernando, na Rua Cândido de Carvalho, no Jardim Canaã III, na madrugada de hoje (13). 

Questionado, ele negou qualquer participação no atentado. A moto utilizada pela dupla estava com ele e foi apreendida. A polícia ainda não localizou o irmão dele e nem a arma utilizada. O rapaz acabou autuado em flagrante pela tentativa de homicídio. 

Leia Também

Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
Interior
Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Política
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Interior
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil
Geral
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil