Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Confiante, Bolsonaro diz que há deputados suficientes para aprovar voto impresso

Presidente voltou a insinuar insegurança em urnas eletrônicas

02 agosto 2021 - 14h44Por Rayani Santa Cruz

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (2), que há votos suficientes na Câmara dos Deputados para aprovar o voto impresso. As informações são do Metrópoles.

A comissão especial se reúne na próxima quinta-feira (5) para analisar o parecer do relator da matéria, deputado Filipe Barros (PSL-PR), favorável à impressão do voto.

De autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), a proposta de emenda à Constituição (PEC) estabelece que, “na votação e apuração de eleições, plebiscitos e referendos, seja obrigatória a expedição de cédulas físicas, conferíveis pelo eleitor, a serem depositadas em urnas indevassáveis, para fins de auditoria”.

Justamente por não ter votos favoráveis na comissão especial, a votação da PEC foi adiada em meados de julho por aliados de Bolsonaro, que temiam a derrota ainda na comissão. Depois da análise pelo colegiado, a proposta ainda precisa passar por duas votações no plenário da Câmara antes de ir ao Senado.

“O que eu sei da Câmara é que teremos voto mais do que suficiente para ter voto impresso. Agora, se você mata na comissão, fica difícil prosperar”, afirmou Bolsonaro em entrevista à Rádio ABC. Nesta segunda, o mandatário da República voltou a atacar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, e disse que o ministro “se acha o máximo“.

“O povo brasileiro não vai aceitar eleição sob suspeição”, prosseguiu o chefe do Executivo federal, reafirmando que, sem as mudanças no sistema eleitoral que defende, haverá contestação do pleito.