TCE JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Política

Mandetta enfrenta Bolsonaro de olho no Governo de MS, avaliam ministros militares

Entrevista global foi a gota d'água do ministro no Palácio do Planalto

14 abril 2020 - 15h00Por Vinícius Squinelo

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta está aproveitando os holofotes com a crise do coronavírus e o enfrentamento público com o presidente Jair Bolsonaro para arrecadar dividendos políticos. E o objetivo é claro: o governo de Mato Grosso do Sul nas eleições de 2022. A avaliação é da ala militar da esplanada ministerial, em entrevistas ao jornal paulista Folha de S. Paulo.

Para a cúpula fardada, Mandetta fez um confronto público com Bolsonaro, em entrevista domingo no Fantástico, não obedecendo à hierarquia do cargo, e reacendeu um conflito que havia diminuído de temperatura.

A avaliação dos fardados foi a de que o ministro desprezou o esforço do núcleo militar para que ele fosse mantido no cargo e está preocupado apenas com a sua imagem pública, em uma tentativa de se candidatar a governador de Mato Grosso do Sul em 2022 —Mandetta tem dados seguidos sinais de enfrentamento ao presidente desde a ameaça de sua demissão na semana passada, sendo a entrevista o último deles.

Ainda conforme a reportagem, Mandetta teria perdido apoio do núcleo militar. Porém, Bolsonaro também não quer arcar com o ônus de demitir o ministro em plena crise do COVID-19.

A saída encontrada pelo presidente seria manter o desgaste diário de seu ministro, forçando Mandetta a pedir demissão. Se a estratégia dará certo, só o tempo dirá.