Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Saúde

Farmacêuticos fazem ação contra o Aedes aegypt neste sábado

Serão distribuídos folders educativos sobre os cuidados e sintomas da zika, dengue e chikungunya

06 fevereiro 2019 - 19h29Por Da redação / Assessoria

Neste sábado, dia 09/02, das 8h às 11h30, o Conselho Regional de Farmácia de MS realizará uma ação voltada à saúde da população: “Farmacêuticos em Ação – todos contra o Aedes aegypti”. A campanha será na Praça Ary Coelho, no Centro de Campo Grande.

Serão distribuídos folders educativos sobre os cuidados e sintomas da zika, dengue e chikungunya. Profissionais e acadêmicos ainda farão aferição de pressão e teste de glicemia, além de orientar a população sobre os cuidados com a saúde e automedicação. O Conselho também estará recolhendo medicamentos vencidos.

O objetivo é transformar cada farmacêutico em um agente de combate ao mosquito e cada farmácia em um posto avançado contra o mosquito Aedes aegypti. Além de oferecer a orientação correta aos pacientes, os profissionais podem identificar pessoas com sinais e sintomas sugestivos, encaminhar os casos suspeitos, fazer orientações e recomendações, bem como avaliar pacientes em tratamento.

“Quando a pessoa está com sintoma de alguma doença geralmente procura em primeiro lugar o farmacêutico, e estamos preparados para orientar e dar o suporte adequado à população”, ressalta a presidente do CRF/MS, Kelle Slavec.

Automedicação

A preocupação com a automedicação no caso da dengue é que há riscos do aparecimento de distúrbios hemorrágicos devido ao consumo de medicamentos contendo Ácido Acetilsalicílico ou Salicilatos, isoladamente ou em associações a outras substâncias presentes na composição dos medicamentos. Por isso a atuação do farmacêutico é muito importante no esclarecimento sobre os sintomas da doença e sobre o uso de medicamentos.

Em abril de 2016, a Secretaria Estadual de Saúde publicou a Resolução Nº 004/SES/MS tornou obrigatória a afixação de uma lista impressa contendo a relação dos medicamentos contraindicados em casos de Dengue nas drogarias e farmácias, públicas e privadas do Estado do Mato Grosso do Sul.

A ação é promovida pelo CRF/MS (Conselho Regional de Farmácia de MS) e pelos farmacêuticos membros das Comissões Técnicas Assessoras com apoio dos seguintes órgãos e entidades: Exército, Civitox, Funesp, Sesau, Águas Guariroba, Universidades, dentre outros parceiros.

Dados da Dengue em MS:

Segundo boletim epidemiológico divulgado no dia 4 de fevereiro pela secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), em 35 dias de 2019 foram notificados 2.347 casos de dengue no estado. A média, é de 67,05 registros por dia, ou 2,79 por hora.

O município de Três Lagoas lidera o número geral de notificações, com 939 registros e ainda tem disparado a maior incidência com 856,5 por 100 mil habitantes. Em número total de notificações, após Três Lagoas aparece Campo Grande com 754 registros.

Leia Também

Motoboy humilhado por 'branco da elite' cria empresa para ajudar jovens a achar trabalho
Geral
Motoboy humilhado por 'branco da elite' cria empresa para ajudar jovens a achar trabalho
Com apoio de Michelle, Bolsonaro vai sancionar pena maior para maus-tratos a cães e gatos
Geral
Com apoio de Michelle, Bolsonaro vai sancionar pena maior para maus-tratos a cães e gatos
Prefeito de Rio Verde vai processar bolsonaristas que participaram de confusão com arma
Polícia
Prefeito de Rio Verde vai processar bolsonaristas que participaram de confusão com arma
Rastrear MS é lançado e quer quebrar cadeia de transmissão da covid-19
Cidades
Rastrear MS é lançado e quer quebrar cadeia de transmissão da covid-19