Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Cidades

PODE? Secretaria confirma abastecimento de medicamentos pra abortos em MS

De janeiro até agora, doze procedimentos foram realizados com o medicamento

04 abril 2019 - 09h30Por Dany Nascimento

O Ministério Público Federal enviou um ofício para o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, questionando a compra do Misoprostol, medicamento utilizado para a realização de aborto, respeitando a legislação. De acordo com o documento, a compra está atrasada há seis meses e hospitais podem ficar desabastecidos no Brasil.

Em Mato Grosso do Sul, a SES (Secretaria de Estado da Saúde de Mato Grosso do Sul) afirma que o Estado não será afetado com a falta do medicamento. Em Campo Grande, o Hospital Regional e o Hospital Universitário possuem Misoprostol e realizam os procedimentos normalmente.

“O misoprostol é componente básico, sendo responsabilidade de distribuição do município. O controle do estoque dos medicamentos é de responsabilidade dos hospitais. Não há falta do medicamento. Os abortos legais estão sendo realizados normalmente seguindo a legislação”, diz a assessoria de imprensa da secretaria.

De acordo com a SES, existe um setor especializado para atender pacientes vítimas de estupro, que solicitam o procedimento. “A paciente recebe atenção especial relativa a situação e é feito todo acompanhamento psicológico necessário. Em 2019, foram realizados em seis em janeiro, quatro e fevereiro e dois em março”.

Leia Também

Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Geral
Pai que roubou doações para filho com doença rara ganha prisão domiciliar
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Geral
Pilantra: mulher finge estupro para ganhar seguidores em redes sociais
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Geral
Covid-19 mata mais 869 brasileiros em 24 horas, lamenta Ministério da Saúde
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca
Polícia
Ladrão com faca invade casa de madrugada e morador 'mete bala' no Tijuca