Menu
domingo, 29 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Polícia

Família paga resgate, mas motorista sequestrado segue sumido em Campo Grande

Polícia apura o caso, que ocorreu nas proximidades de uma oficina no bairro Coronel Antonino

27 janeiro 2022 - 21h18Por Thiago de Souza

Empresário denunciou que o funcionário, Josué Silvio de Lima, 46 anos, desapareceu, enquanto estava em uma oficina mecânica, nesta quinta-feira (27), em Campo Grande. A família do condutor recebeu ligação de sequestro, pagou o resgate, mas a vítima segue sumida na Capital. 

Conforme o boletim de ocorrência, registrado na Depac Centro, o dono disse que Josué seguia no caminhão da empresa, de Jardim para Campo Grande. Em dado momento, o caminhão quebrou. 

Ainda segundo narrado à polícia, o empresário acionou um guincho, que trouxe o veículo pesado para uma oficina, no bairro Coronel Antonino. Josué acompanhou o guincho e ficou de encontrar o patrão, que iria trazer as peças para o conserto até a oficina.  

O empresário disse que o último contato que teve com o funcionário, foi por volta das 12h desta quinta-feira. Quando ele chegou à oficina, o empregado não estava lá. Ele recebeu a informação que Josué emprestou R$ 120 de funcionários da mecânica, dizendo que iria almoçar. 

A esposa de Josué, que mora em Curitiba (PR), entrou em contato com o empresário, relatando que desconhecidos usaram o telefone do marido para pedir dinheiro. A alegação era que o homem teria consumido drogas em uma boca de fumo, próximo da caixa d'água do Coronel Antonino, e não tinha dinheiro para pagar. 

O irmão do desaparecido, também morador de Curitiba, recebeu ligação de sequestro, onde os criminosos pediram R$ 2 mil de resgate. No entanto, ele alegou que só tinha R$ 200, que foi aceito pelos ‘’sequestradores’’.  

No entanto, segue o registro policial, o motorista não foi libertado e o telefone dele não atende.