TJMS
(67) 99826-0686

Depois de prisão, Puccinelli descarta participar de eleições por causa de "mentiras"

O ex-governador esteve hoje na Câmara e conversou com jornalistas

5 SET 2019
Rayani Santa Cruz
15h00min
Puccinelli na Câmara Municipal hoje cedo Foto: Repórter Top

Com ar de vitorioso e tom de mistério, o ex-governador André Puccinelli (MDB) esteve na Câmara, na manhã desta quinta-feira (5), e voltou a afirmar que não participará das eleições municipais 2020. 

“Não tenho pretensão política, já falei e vocês não acreditam”, disse o ex-governador.

Puccinelli também argumentou que, em 2018, quando havia o intuito de concorrer ao cargo de governador,  divulgaram ‘mentiras’ a seu respeito. O resultado foi a prisão em investigação da Polícia Federal e, por isso, ele não deve concorrer ao pleito. “Pelas mentiras que fizeram e, como ficou comprovado que era mentira, eu estou quietinho”, afirmou.

Em maio desse ano, uma decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região  reconheceu que a Justiça Federal não tem competência para processar e julgar a ação penal de envolvidos na Operação Lama Asfáltica. Com isso, toda a investigação poderá ser anulada, segundo advogados especialistas.  

Sobre eleições

O ex-governador ponderou que qualquer candidato que se filiar ao partido e disputar a prefeitura pelo MDB terá chance de chegar ao segundo turno. 

Há alguns dias, foi cogitado que a deputada federal Rose Modesto deixaria o PSDB para filiação no MDB no objetivo de disputar a prefeitura. O fato não foi confirmado pela parlamentar. 

Veja também