Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Saúde

CORRIDA CONTRA O TEMPO: com suspeita de câncer, paciente agoniza à espera de exame no HR

Família diz que setor de compras afirma que não tem dinheiro para comprar material para exame

28 março 2019 - 15h00Por Rodson Willyams

A taxista Luciane Coutinho, 43 anos, corre contra o tempo para salvar a vida do pai, Caio Alves Coutinho, de 72 anos, que está internado no Hospital Regional Rosa Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande.

O idoso está internado com suspeita de câncer desde o dia 8 deste mês e precisa fazer uma pulsão no pulmão, porém o hospital alega não ter dinheiro para comprar o material necessário para fazer o exame. Enquanto isso, o paciente padece à espera de confirmação do diagnóstico.

A filha relata o descaso do setor de compras do hospital, uma vez, que o pedido foi feito desde o dia 19 deste mês. "A pedido do médico, foi solicitada a compra do material, que custa menos de R$ 500, mas até agora não foi feito nada. Nós já propomos fazer a compra do material, mas não recebemos nenhuma resposta. O meu pai está acordado, com as faculdades mentais ativas e merece fazer o procedimento correto".

Luciane ainda afirma que o hospital quer realizar, pela terceira vez, o exame de broncoscopia. "Não houve sucesso nos exames anteriores, não vai chegar até onde está a doença. Eles deixaram as visitas abertas, inclusive para se despedirem. Porque iriam entubá-lo para fazer o exame, e como ele está no oxigênio e com a saturação baixa, poderia não resistir e vir a óbito. A impressão que eu tenho é que se ele vier a óbito vão falar que o hospital fez o que foi possível".

A doença

A filha disse ao TopMídiaNews que o pai entrou no hospital no dia 8 deste mês pela área verde, logo depois foi transferido para a ala amarela e agora está em um apartamento no sétimo andar.

"Estou correndo contra o tempo e o hospital não me dá retorno. É um descaso do hospital e do setor de compras. Enquanto isso, o meu pai não tem o diagnóstico correto. A médica que viu disse que, se for o câncer mesmo, está no início, ou seja, ele tem chance de fazer outro tipo de tratamento"

Luciane ainda afirma é preciso fazer o exame o quanto antes. "Se conseguir fazer o exame, até ir para o setor de biópsia leva cerca de 15 a 20 dias. E eles estão enrolando para fazer esse exame".

HR

A reportagem entrou em contato com a assessoria do Hospital e aguarda um posicionamento.

Leia Também

Após 'golpe' de Trutis, apelo de Siqueira evita debandada de candidatos a vereador do PSL
Cidade Morena
Após 'golpe' de Trutis, apelo de Siqueira evita debandada de candidatos a vereador do PSL
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em julho
Economia
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em julho
Mulher que matou o marido diz que casal já tinha separado quatro vezes
Polícia
Mulher que matou o marido diz que casal já tinha separado quatro vezes
Preço do algodão sobe no campo e roupas podem ficar mais caras
Economia
Preço do algodão sobe no campo e roupas podem ficar mais caras